Os menus veganos são as apostas das cadeias de fast-food – e os clientes que os compram são inesperados

A popularidade da carne que não é carne tem crescido, com mais cadeias de fast-food nos EUA a criar menus com hambúrgueres feitos à base de plantas e não foram só os vegetarianos e veganos a renderem-se.

Para além de serem melhores para o planeta, os hambúrgueres com “carne” vegana são também as novas grandes e improváveis apostas das cadeias de restaurantes de fast-food – mas não são só os vegetarianos e veganos que se mostram fãs dos novos menus.

Entre o Impossible Whopper do Burger King e o recém-lançado McPlant do McDonald’s no Reino Unido, já há alguns anos que os hambúrgueres vegan estão a começar aos poucos a entrar nos menus dos restaurantes de fast-food e um novo inquérito mostra que quem come carne está também disposto a experimentar as novidades.

Seja para satisfazer a curiosidade sobre se realmente sabem a carne animal ou porque estão à procura de cortar no consumo de carne por razões de saúde ou ambientais, 72% dos inquiridos numa sondagem do Piplsay que já comeram hambúrgueres veganos também comem carne animal.

Dos 30 700 norte-americanos inquiridos, 71% revelou que já ouviu falar de substitutos para carne feitos à base de plantas nos restaurantes de fast-food e 54% desses 71% já os tinham experimentado.

“Ao longo dos últimos anos, o fenómeno da carne falsa tem deixado de ser apenas uma curiosidade altamente especulativa para um item de comida muito procurado, não só em mercearias mas também servido nos balcões de cadeias populares de fast-food“, escreve a Pplsay.

Desde hambúrgueres até pizzas e tacos, “uma grande diversidade de alternativas sem carne estão disponíveis para os clientes hoje em dia, muitos dos quais estão a optar por elas por razões de saúde, ambientais e éticas”.

Os produtores estão a esfregar as mãos a ver o crescimento da procura deste tipo de alternativas à carne. “Se conseguirmos fazer carne baseada em plantas com o mesmo sabor delicioso, a ser melhor para a saúde e em último caso conseguir que o preço seja mais baixo do que da proteína animal, achamos que muitos poucos consumidores não optariam por isso”, revela um porta-voz da Beyond Meat à Business Insider.

Segundo a analista de mercados SPINS, que é parceira da Beyond Meat, a marca é a líder nas vendas de carne vegana nos Estados Unidos e está disponível em mais de 80 países. A maior competidora é a Impossible Foods, que ficou conhecida pelo seu Impossible Burger e pela parceria com o Burger King.

Já a Eat Just, que produz o substituto de ovos Just Egg, também está a crescer nas parcerias com restaurantes e na popularidade com as gerações mais novas.

“Estamos a ver que os comedores de carne e os flexitarianos (pessoas que são maioritariamente vegetarianas e comem carne de vez em quando) estão interessados em experimentar estas opções. Vamos continuar a ver mais inovação na oferta baseada em plantas com o crescimento da procura”, afirma Alexandra Dallago, da Eat Just, à Insider.

Há muitos vegetarianos e veganos que não se mostram surpreendidos com o domínio dos comedores de carne na procura por fast-food à base de plantas e que referem também que muitos veganos e vegetarianos já sabem onde procurar refeições à sua medida e que por isso não procuram tanto as cadeiras de restaurantes mais populares.

Mesmo com o crescimento da popularidade deste menos, um inquérito da Gallup de 2018 concluiu que apenas 3% dos norte-americanos se identificam como veganos e que 5% são vegetarianos.

Postagem: Antonio Bliska Jr

Fonte: ZAP

Posted by Bliska in : Sem categoria, Nenhum comentário em Os menus veganos são as apostas das cadeias de fast-food – e os clientes que os compram são inesperados

Deixe seu comentário