Diretor da ESALQ explica: “A agropecuária do Brasil precisa ser repaginada…”

O diretor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz– ESALQ/USP, localizada em Piracicaba/SP, dirige simplesmente a quinta melhor universidade do mundo no ramo de ciências agrárias, de acordo com o ranking da rede de mídia americana US NEWS.

 

O nome dele é Luiz Gustavo Nussio, diretor da ESALQ.

 

Numa entrevista dada para a Revista Isto É Dinheiro Rural vimos surgir uma voz de liderança evolutiva que fala do futuro e da repaginação que o nosso agro, apesar de conduzir e de sustentar o país, precisa ter.

 

Professor Nussio, diretor da quinta melhor universidade de ciências agrárias do mundo, afirma:

 

“A agropecuária do país precisa ser repaginada e o Brasil tem poucas lideranças para isso.”

 

O diretor da ESALQ ainda adiciona corajosamente:

 

“Precisamos mudar a grade curricular das universidades, inclusive da ESALQ”.

O professor Nussio trouxe nessa entrevista uma proposta de autocrítica profunda para o setor, como um todo.

Eu concordo plenamente com ele. De fato, falta sim um projeto amplo para vender a imagem positiva do agronegócio ao público brasileiro e urbano.

 

 

Quando assistimos a campanha da Rede Globo sobre a Indústria-riqueza do Brasil, com o tema: “Agro é tech, agro é pop, o agro é tudo”, entramos ali responsáveis que decidiram realizar por iniciativa da própria emissora.

 

O dirigente Willy Haas, da Globo, com curadoria de Humberto Pereira, que há anos dirige o programa Globo Rural e também fala com a cidade, e da mesma forma na Rede Jovem Pan de rádio, falamos com o campo, com o interior e com as grandes cidades do país na maior rede de rádio do Brasil. E da mesma forma, é uma ação resultante de uma iniciativa de poucos.

 

Mesmo após mais de dois anos de comentários e de programas voltados ao agro, contamos agora como professor Nussio, que coloca em sua entrevista com a falta de um projeto de comunicação educador do agro brasileiro, que inclusive amplifique muito mais os esforços que nós mesmos fazemos aqui.

 

Sobre a frente parlamentar da agropecuária em Brasília, o professor e engenheiro agrônomo Nussio, diretor da ESALQ diz:

 

“É fato que o setor tem sido defendido pela frente, mas é um grupo bem conservador. O discurso da bancada ruralista não ajuda a melhorar a imagem da agricultura”.

 

O diretor ainda ressalta que o Ministro da Agricultura, Blairo Maggi tem sido valoroso, e que se trata de uma das poucas referências do setor agropecuário.

Startups como no Vale do Silício e hortas verticais nas cidades grandes como São Paulo são coisas sensacionais.

Será criada uma aliança e reuniões entre essas cinco maiores universidades de ciências agrarias do mundo, com revoluções pedagógicas e intercâmbio de alunos.

Claro, temos sim líderes íntegros e emblemáticos, como na Jovem Pan, o ex-Ministro Roberto Rodrigues, que dirige a GV Agro, e outros… mas a entrevista do diretor da ESALQ serve para chacoalhar a todos nós, e acima de tudo, para repaginar também a universidade e transformá-la num autêntico berço de novos líderes.

Posted by Tejon in : Marketing Tejon, Nenhum comentário em Diretor da ESALQ explica: “A agropecuária do Brasil precisa ser repaginada…”

Deixe seu comentário